A paciência nos leva ao céu

 A Paciência tudo alcança!

São Tiago afirma que a paciência nos leva à perfeição. E esta é a meta de nossa vida cristã. Diz o Apóstolo:

“É preciso que a paciência efetue a sua obra a fim de serdes perfeitos e íntegros, sem fraqueza alguma” (Tg1,4).

O mesmo Apóstolo chega a dizer que é uma “suma alegria” passar por diversas provações, já que elas produzem em nós a paciência (Tg 1,2). É impressionante esse “suma alegria”.

Isto mostra toda importância da Paciência no crescimento da vida espiritual. Os santos diziam que há dois tipos de martírio: o da morte rápida por amor a Deus, pela espada; e o da morte lenta, também por amor a Deus, pela paciência.

Não há barreira espiritual que não caia pela força da paciência, que é fruto da fé e do abandono da vida em Deus.

Foi pela paciência que Abraão esperou o seu Isaac, 25 anos após a promessa de Deus, demorada para se cumprir. Foi pela paciência que Jó venceu as provações e agradou a Deus.

Foi pela paciência que a Igreja venceu todos os seus inimigos até hoje: o império romano, as heresias, as perseguições, o comunismo, o ateísmo, os pecados dos seus filhos, etc.

Sem paciência não é possível o crescimento espiritual.

Quando os nossos pecados e fraquezas nos assustam e nos desanimam, é preciso ter paciência conosco e aceitar a nossa dura realidade. Assim os santos chegaram à santidade.

Quando é difícil caminhar depressa, então é preciso ter paciência e aceitar caminhar devagar. José e Maria salvaram o Menino das mãos de Herodes, indo passo a passo até o Egito.
Prof. Felipe Aquino

Os comentários estão fechados.