Celebrando o Natal do Senhor

“Hoje nasceu para nós o Salvador que é Cristo, o Senhor!”
Leonardo Teixeira Ramos
Teólogo e Liturgista

 

Após espera tão longa, toda a Igreja se encontra novamente com o mistério do Natal do Senhor, o tempo litúrgico em que celebramos a encarnação do Verbo que assume a condição humana e monta sua tenda entre nós.

Desde a noite de Natal com a conhecida “missa do galo” até a festa do Batismo do Senhor celebramos o mistério do nascimento de Jesus e os acontecimentos que revelam o amor de Deus por toda a humanidade.

A começar por Maria somos convidados a olhar e contemplar cada pessoa envolvida diretamente neste mistério de amor. Maria, mãe do Senhor é aquela que oferece o seu sim, mas quer saber como acontecerá, quer entender, e confiando em Deus participa com toda a inteireza do seu ser. José, o carpinteiro também participa de maneira muito especial e sua coragem, seu amor por Maria e por Jesus, seus ensinamentos… Os pastores, os reis magos, os anjos e outros personagens ajudam Deus a revelar o seu Filho Jesus.

O Natal é a segunda festa mais importante de todo o ano litúrgico, do qual a Páscoa é a primeira. E por isso merece todo o nosso envolvimento para celebrar bem este mistério na comunidade cristã, entre irmãos, sendo iluminados pela Palavra de Deus que vai nos revelando a cada celebração os acontecimentos desde a visita do anjo Gabriel até o batismo de Jesus por João Batista nas águas do rio Jordão.

As celebrações do tempo do Natal do Senhor são solenes, festivas e envolvem toda a comunidade com o frescor desta “boa notícia” que marcou toda a humanidade para sempre. O convite que a Igreja nos faz é que deixemo-nos conduzir pela estrela de Belém que nos levará até a manjedoura para celebrar com Maria e José o menino-Deus que chega para trazer a PAZ.

Após espera tão longa, somos acolhidos na comunidade cristã envolvidos no silêncio orante que ajuda a nos conduzir ao mistério celebrado. Quem preside nos ajuda no sentido da celebração. Deus nos fala sua Palavra de amor que ilumina a nossa vida e que enche o coração de alegria. Cantamos o salmo e o aleluia! Importante destacar os momentos de silêncio entre as leituras e após a homilia para que a Palavra proclamada caia no coração. Partilhamos os dons com a comunidade e com os pobres, rezamos a prece eucarística – a grande ação de graças. Deus que já havia nos alimentado pela Palavra agora se faz alimento no pão e no vinho e faz sua morada em nós que somos enviados a anunciar com a nossa vida que Deus se encarnou em Jesus Cristo, está ressuscitado entre nós e virá em sua glória!

Feliz Natal e um 2020 cheio de paz e esperança!