O III Dia da Jornada Mundial dos Pobres

O III Dia da Jornada Mundial dos Pobres foi realizado no domingo 17 de Novembro de 2019 pela Sociedade São Vicente de Paulo,  conferência Paróquia Nossa Senhora da  Conceição, com o tema ” A ESPERANÇA DOS POBRES JAMAIS SE FRUSTARA”

Os Vicentinos abriram os braços para acolher quem mais precisa em nossa cidade.

Mais de 500 pessoas participaram da ação idealizada pelo Papa Francisco.

Tendo como apoio a Prefeitura de Rio das Ostras, por meio das secretarias de Assistência Social (Sembes) a de Meio Ambiente (Semap),do Comfis e da Semusa esta, em parceria com a Cruz Vermelha. Além das presenças marcantes dos Advogados da OAB (52ª Subseção), do Clube dos Diretores Lojistas (CDL ) e dos Cabelereiros Associados e muitos voluntários paroquianos e da sociedade riostrense.

No entorno da Igreja Matriz, eles puderam aferir a pressão arterial e fazer teste de glicemia, com voluntários da área de Saúde. Um salão de beleza foi montado para os serviços de corte de cabelo e barbearia. Um espaço especial foi reservado para que pudessem fazer a higiene pessoal.

Ainda, além do lanche na parte da manhã, todos participaram do almoço servido na  quadra da igreja.Equipes da Secretaria de Assistência Social (Sembes) deram o suporte aos necessitados.
Já os profissionais da Comfis e Semap realizaram orientações quanto a renda alternativa
e conscientização para coletas seletivas. Enquanto que a CDL oferecia 
consultas ao Serasa e SPC, a OAB 52ª. SubSeção com atendimento na Praça do Centro próximo a Igreja Matriz, realizou diversas atendimentos de acessórias jurídicas.

Levando uma mensagem de carinho e amor ao próximo, o Pároco da Igreja Matriz Nossa Senhora  da Conceição – Pe. Tonny Wanderson Fraunches Reis,  participou do evento e fortaleceu a idéia de que todos devem estar sempre prontos para ouvir o que o outro tem a dizer.

“O importante para os pobres é que eles possam falar. Possam colocar para fora tudo o que têm dentro de si. Todos nós temos de escutá-los. Mas não são apenas os pobres. Muitas pessoas, até com certo poder aquisitivo, demonstram a necessidade de falar. Quando ouvimos, estamos mostrando o quanto aquele que fala é importante. Também estaremos aprendendo, pois saber ouvir é uma grande lição de vida”, ensinou.

No Dia Mundial dos Pobres, João, de 52 anos, foi ouvido e retribuiu o carinho encontrado entre os voluntários, com um acanhado, porém emocionado, muito obrigado. “Isso é o que tenho para retribuir a todo o carinho que vocês me deram”, disse com os olhos marejados.

Emocionadas, as presidentes do SSVP dessa conferência, Sras Eliana José e Patricia Santos , comentaram em entrevista ao Jornal da  Pascom que todos os que necessitam têm de ser acolhidos. “Temos de estar sempre de braços abertos para acolher e para receber a todos que estejam necessitando de ajuda. Mesmo que seja uma palavra de carinho, temos de ofertá-la”, defenderam.
Colaboração: Patrícia R. Santos